Silvano

Silvano Lyra – Olinda-PE

Nosso amor lembra mais um velho engenho
Corroído sem ter manutenção
Engrenagem que mói sem coração
Esbagaça esperança quando eu tenho
Resta um pouco do mel que hoje desdenho
Sem valor, serventia é quase nada!
Pena ou dó virou pó nessa empreitada
Pois cremei a fuligem que sobrou
A moenda do tempo triturou
A saudade que estava impregnada.

Mote: Silvano Lyra

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Prefeituras parceiras

bannerjd
Rua Enock Ignácio de Oliveira, nº 1405 Bairro Nossa.Senhora da Penha - Cidade: Serra Talhada
CEP: 56.912-460
- Telefone: (87) 3831.2364 - WhatsApp: (87) 99956.4137
Copyright ©  2015 www.jornaldesafio.com.br, Todos os direitos reservados.
JORNAL DESAFIO - O SERTÃO EM 1º LUGAR
Serra Talhada, Pernambuco - Brasil.