Manoel Neto

Neto Caçula – Princesa Isabel-PB

A leitura é uma fonte de saber
Quando leio, escrevo em outra rima
Um jornal que bota a gente prá cima
Com notícias que dá gosto de se ler
Traz os fatos que são fáceis de entender
Com uma forma engraçada e de lição
Não dar trela nem apela a ostentação
Sempre apóia a cultura com a poesia
O JORNAL DESAFIO É ALEGRIA
UMA VOZ EM DEFESA DO SERTÃO!

33

Plácido Amaral – Caicó-RN

É difícil durar um ano e meio
um jornal que não tem o que dizer,
mas é fácil alguém comprar e ler
um jornal que publique sem receio.
Desafio quem ache muito feio
divulgar a verdade sem paixão,
pra cultura dar voz e dar razão,
dar valor pra quem faz a poesia…
“O Jornal Desafio é alegria
Uma voz em defesa do Sertão!”

Edmilton Torres

Edmilton Torres – Pesqueira-PE

Um jornal, cujo nome é “Desafio”
Já demonstra que tem grande valor
Divulgando a verdade com amor
Resistindo com garra e muito brio
Nessa luta, a ele eu me alio
Pois, além de trazer informação
Dos direitos do povo é guardião
E também um parceiro na poesia
O Jornal Desafio é alegria
Uma voz em defesa do Sertão

Paloma Brito

Palloma Brito – Livramento-PB

Uma voz em defesa do sertão.
Mais um meio de propagar
As riquezas dessa terra
Causa paz, evita a guerra
Vamos!! Cuide em anunciar
Poeta, venha improvisar
Sua verve traz dimensão
Sanfoneiro com fole na mão
Tragam a sua maestria
O Jornal Desafio é alegria
Uma voz em defesa do sertão.

Rena Bezerra

Rena Bezerra – São José de Princesa-PB

Vem de longe cumprindo sua jornada
De honrar o caminho da verdade
Um veículo de imparcialidade
Que aqui no sertão fez sua morada.
Sua notícia ela é veiculada
Pra trazer a melhor informação
A matéria sempre vem com precisão
Juntamente com a tecnologia,
O JORNAL DESAFIO É ALEGRIA
UMA VOZ EM DEFESA DO SERTÃO.

Otacílio Pires

Otacílio Pires – Recife-PE

Trabalhando em cima da verdade
Transformando ideias em ideais
Elevando a cultura e algo mais
Como pauta; lisura, honestidade.
Informando com toda probidade
Com caráter, lisura e retidão.
Com amor que advém do coração
Eu elejo com toda regalia
“O Jornal desafio é alegria
Uma voz em defesa do sertão”

Aida Maria

Aída Maria – Caicó-RN

Sertanejo lê com simplicidade
A notícia escrita com destreza
Redator de primeira e grandeza
A mensagem contém veracidade
Que envolve o povo da cidade
Ele é feito com tal dedicação
Já percorre a nossa região
O nordeste está em sintonia
O JORNAL DESAFIO É ALEGRIA
UMA VOZ EM DEFESA DO SERTÃO!

Nelson Farias

Nelson Farias – Prata-PB

O seu grito de alerta ajudou
A mudar o cenário de tristeza
Sua voz defendendo a pobreza
Perseguida, porém nunca calou
Foi um sonho que com fé realizou
Com suor e amor no coração
Com seu povo lhe dando aclamação
Pois com ele a esperança renascia
“O Jornal Desafio é alegria
Uma voz em defesa do sertão”

Ailton Campelo

Ailton Campelo – Recife-PE

O desafio maior de um jornal
Não é ser sensacional
Mas sim ser racional
É ter acima de tudo
Palavras escritas que ecoa
O clamor do seu povo.
E esse jornal apesar de novo
Grita o grito do sertão
E nas desgraças não fica mudo
Nos eventos bons enaltece
Que o lê nunca esquece.
Da as notícias sobre esportes
Até quem teve a sorte
De ter ganhado na loteria.
É retratar a atualidade
Sem esquecer a cultura de verdade
É clamar a paz no dia a dia
É mostrar como vai a economia
É também falar da maldade
Que os tiros de verdade
Tantas pessoas faz calar.
É fazer as matérias
Com humor falando de coisas sérias
É falar dos desastres e também da política
Usar sua construtiva critica
Com lisura e honestidade.
O Jornal Desafio tem todas essas propriedades
Sendo a voz do clamor da população
Circulando a noticia todo dia
“O Jornal Desafio é alegria
Uma voz em defesa do Sertão”

JMarley Saraiva

Jmarley Saraiva – Barro-CE

É noticia que sai todo momento
Registrando algum fato na cidade
Nas manchetes vem a realidade
Pois também tem espaço pra talento
Na cultura tem seu reconhecimento
Sempre traz para o povo informação
Essa ideia não tem imitação
Quem criou mostrou sabedoria
O Jornal Desafio é alegria
Uma voz em defesa do sertão

Constância Maria

Constância Maria – Caicó-RN

O EMPENHO DA LUTA NOS COMPENSA
PARABÉNS A VOCÊS PELO TRABALHO
DESSA BOA LEITURA QUE ME VALHO
TAIS ESCRITOS ME FAZEM DIFERENÇA
REALÇANDO O DESTAQUE NA IMPRENSA
SÓ CRITICA E SÓ FERE EM PRECISÃO
REFERÊNCIA DO PICO ATÉ GROTÃO
POIS TEM ÍMPETO E FORÇA QUE IRRADIA
O JORNAL DESAFIO É ALEGRIA
UMA VOZ EM DEFESA DO SERTÃO.

Acrísio Pereira

Acrísio Pereira – Brejo Santo-CE

Entre muitos jornais pernambucanos
Desafio é o nome mais lembrado
Um jornal que tornou-se consagrado
Conquistando poderes soberanos
Num modelo de técnica, ideia planos
Dando exemplo de valorização,
Qualidade com modernização
e desempenho abrangente a cada dia
O Jornal Desafio é alegria
Uma voz em defesa do sertão.

12141526_693874190757667_5015130084000309970_n-300x300

Bandeira Júnior – Caucaia-CE

Eu pisquei e mal olhei.
Vede,o tempo se passou!
Quem eu fui para quem sou,
Quem eu sou pra quem serei,
Foi aí que encontrei
A minha felicidade.
Glosar sentindo Saudade…
Isso é coisa de poeta!
“SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
QUANDO OLHO A MINHA IDADE.”

Edcarlos Medeiros

Edcarlos Medeiros – Caicó-RN

Os meus cabelos grisalhos
E as rugas que tem meu rosto
Nunca me deram desgosto
Nem causaram-me ‘atrapalhos’
Não trilho buscando atalhos
Vivo com voracidade
Que o vigor da mocidade
Em meu ser jamais se aquieta
SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
QUANDO OLHO A MINHA IDADE.

Constância Maria

Constância Maria – Caicó-RN

Ser madura me deu ares
Rompeu pudores insanos
Fez-me firme escolher planos
Sou criança em altos mares
Em tons ” cult” ou populares
Do percurso já metade
Sem temer à tempestade
Tanto faz em curva ou reta
Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade.

a690c3f1-c8ab-493e-93bb-faed5a81a039

France Queiroz – Fortaleza-CE

Hoje com o tempo a passar
Eu continuo sonhando
Com a noite iluminando
O meu intimo de luar
Vou com a lua namorar
Desde minha mocidade
Ela por sua vontade
Declama para o poeta
Sou criança mais.completa
Quando olho a minha idade.

Josep Brandão

Josep Brandão – Valparaíso-GO

Fui feliz quando menino
No sertão que fui criado
Por mamãe fui ensinado
Aprendi ser nordestino.
Convivi com desatino
E nunca tive maldade
Não sei o qu’é falsidade
Fui criança bem repleta
Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade.

Nelson Farias

Nelson Nunes Farias – Prata-PB

Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade

Já tenho mais de sessenta
Mas me sinto jovem ainda
Minha alma está linda
De versos se alimenta
Da vida nada lamenta
Busca so felicidade
Esta é prioridade
E nada mais me afeta
SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
QUANDO OLHO A MINHA IDADE

JMarley Saraiva

JMarley Saraiva – Barro-CE

Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade

Eu era menino maluvido
Brinquei cai no poço e de mata
De peteca e de carro de lata
Bigorri eu nunca fui vencido
E de perna de pau que já tem sido
Bom brinquedo na minha mocidade
E de toca brinquei com a irmandade
Hoje brinco aqui de ser poeta
Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade

Plácido do Amaral

Plácido Amaral – Caicó-RN

“Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade”

Se crescer é um pecado,
eu me chamo pecador,
pois não nego meu senhor,
o meu tempo do passado.
Sou moleque descarado
que compõe sinceridade
e que traz felicidade
nos seus versos de poeta…
“Sou criança mais completa,
Quando olho a minha idade.”

Allef Peixoto

Alleff Peixoto – Afogados da Ingazeira

Eu marmanjo e já barbado
Agradeço todo dia
Pela minha poesia
Pelo que tenho passado
Ó senhor muito obrigado
Pois minha felicidade
É fazer dessa saudade
As estrofes de um poeta
Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade

Natanael Silva

Natanael Silva – Santa Rita-PB

Dizer que infância é passado
Ou até quem esqueceu
Melhor pensar como eu
Diferente tá errado
É um tempo inacabado
Seja no campo ou cidade
Quem a viveu de verdade
Diz que eu falo a coisa certa
Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade.

Dão Nunnes

Dão Nunnes – Patos-PB

Mergulhei no mar do tempo
Pra voltar ao meu passado
Reviver minha memória
Reconstruir meu legado
Baseado em minha infância
Com fé coragem e sustância
Chegarei a minha meta
Trazendo a simplicidade
Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade

Rena Bezerra

Rena Bezerra – São José de Princesa-PB

Brinquei de tudo que pude
No sítio da minha família
Fiz trampolim com forquilha
Pra tomar banho de açude.
Brinquei de bola de gude
Fiz arapuca a vontade
Hoje o vento da saudade
Vem soprar na minha reta,
SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
QUANDO OLHO A MINHA IDADE.

Aida Maria

Aida Maria – Caicó-RN

Minha mãe me ensinou
A ter um bom coração
Ajudar e dar a mão
Sua lição me encantou
Nos filhos ela plantou
Sementes da humildade
Regou com simplicidade
Eis a fórmula secreta
Sou criança mais completa
Quando olho minha idade

Neci Lopes

Neci Lopes – Itapetim-PE

O tempo passou ligeiro
Hoje só resta a lembrança
Menina, bela e de trança
Brincava no cajueiro
Tinha rodas no terreiro
Tempo bom da mocidade
Hoje só resta saudade
Da minha infância repleta
Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade.

Manoel Neto

Neto Caçula – Princesa Isabel-PB

Joguei com bola de meia
no terreiro da varanda
a bola quase redonda
bicuda e um pouco feia
sempre depois da ceia
sem nem uma gravidade
do jogo eu sinto saudade
e também da bicicleta
SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
QUANDO OLHO A MINHA IDADE

Melchior Machado

Melchior Sezefredo – Campinas-SP

Continuo a ser criança
Mesmo depois de crescido,
Pois no fundo sou movido
Por uma eterna esperança…
Um menino não se cansa!
Minha infância traz saudade
Mas o tempo por bondade
Não envelhece o poeta:
SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
QUANDO OLHO A MINHA IDADE

Otacílio Pires

Otacílio Pires – Recife-PE

NOS IDOS DA INFÂNCIA
QUASE TUDO ERA PERFEITO
PRA TUDO SE DAVA UM JEITO
E O BRINCAR TINHA ELEGÂNCIA
HOJE SINTO A GRANDE ÂNSIA
COM TANTA MODERNIDADE
MAS FALTANDO A LIBERDADE
ONDE A ALEGRIA ERA REPLETA
“SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
QUANDO OLHO A MINHA IDADE”.

Edmilton Torres

Edmilton Torres – Pesqueira-PE

Quando lembro do passado
Não tenho o que lamentar
Eu continuo a brincar
Como um menino levado
Já estou aposentado
Mas em plena puberdade
Digo com sinceridade
O tempo não me afeta
Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade

Ailton Campelo

Ailton Campelo – Recife-PE

Fui certo dia um bebê
Muito paparicado
Pois era o primeiro
De um bocado
Cresci jogando pião
Pulando academia
Ouvindo o cachorro que late
E o gato da vizinha que mia
Pulei corda, brinquei de garrafão
Levei de orelha puxão
Fiquei muitas vezes de castigo
Fui também adolescente
Daqueles que tudo sente
Inclusive o despertar do amor
As mãos suavam e ficavam fria
Quando a escolhida eu via,
Fui crescendo… Crescendo…
O tempo foi passando
E eu ali sempre aprendendo
Vencendo todas as maldades
Hoje a terceira idade chegando
Pego os retratos e vou olhando
Tudo que eu vivi vou relembrando
Passei por tantos aperreios
Tive tantas conquistas
Sem nunca deixar a dignidade de vista
Mas de uma coisa digo de verdade
Sou criança mais completa
Quando olho minha idade

Zé Nede

Zé Neder – Marília-SP

Crianças são pássaros
com asas na imaginação
e pássaros
são crianças
passeando o azul da imensidão

João Bosco

João Bosco – Poção-PE

Quando criança eu sonhei
Em adulto me tornar
Para assim poder usar
Tudo quando desejei,
Com carrinhos não brinquei
Nem com bola de verdade
Brinquedos sem qualidade
Feitos de pedra seleta
SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
QUANDO OLHO A MINHA IDADE.

Paloma Brito

Palloma Brito – Livramento-PB

Hoje vejo, tive sorte
Fui alegre, fui contente
Banhar no rio livremente
Carro de rolimã era transporte
Andava descalço e era forte
De brincar tinha liberdade
Correr pelas ruas da cidade
Nessa modalidade fui atleta
Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade.

Markos Vera

Markos Vera – Solidão-PE

As crianças de hoje em dia
São alegres e vibrantes
Mas sem a mesma alegria
Da criançada de antes.
Hoje é tanta ostentação
Mas nem sabem que um pião
Dá tanta felicidade
E quando a lembrança me afeta
Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade

Kayson Oliveira

Kayson Oliveira – São José do Belmonte

A GENTE NÃO IMAGINA,
QUE DEPOIS DA ADOLÊNCIA,
PERDEMOS A INOCÊNCIA
SEJA MENINO OU MENINA
SÃO FATOS DA NOSSA CINA
E É A PURA VERDADE
NA BUSCA POR LIBERDADE
MINHA MENTE É INQUIETA

Damião Andrade

Damião de Andrade – São José do Egito

Minha Mãe na gestação
Cuidou de mim nove meses.
Perdi o tanto das vezes
Que bateu seu coração.
Cresci lhe dando a bênção
Com amor, paz e bondade.
E a maior felicidade
Foi ter nascido Poeta.
Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade.

Acrísio Pereira

 Acrísio Pereira – Brejo Santo-CE

Toda criança é mimosa
Inocente e delicada
Espontanea e dedicada
Pura, meiga e curiosa
Minha idade é de uma Rosa
Do jardim da amizade
Semente da divindade
Da natureza seleta
Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade.

Lucenir Silva

Lucenir Silva – Triunfo-PE

Uma boneca de milho
De cabelo avermelhado
Eu buscava no roçado
Presente de pai pra filho
Sob o sol com forte brilho
Na maior felicidade
Sem perder a humildade
Foi que cumpri cada meta
Sou criança mais completa
Quando olho a minha idade.

Abrahão Filho

Abrahão Filho – Brejinho-PE

OS MEUS ANOS VÃO PASSANDO
NO COMPASSO DESSE PRANTO
O MEU RISO NÃO FOI TANTO
MAS EU SIGO CAMINHANDO
MINHA FÉ VAI ME LEVANDO
NO RELÓGIO DA SAUDADE
SINTO ESTAR SÓ NA METADE
E A METADA É BEM REPLETA
SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
QUANDO OLHO A MINHA IDADE

Página 4 de 512345

Prefeituras parceiras

bannerjd
Rua Enock Ignácio de Oliveira, nº 1405 Bairro Nossa.Senhora da Penha - Cidade: Serra Talhada
CEP: 56.912-460
- Telefone: (87) 3831.2364 - WhatsApp: (87) 99956.4137
Copyright ©  2015 www.jornaldesafio.com.br, Todos os direitos reservados.
JORNAL DESAFIO - O SERTÃO EM 1º LUGAR
Serra Talhada, Pernambuco - Brasil.