Cadeira 37: Xexéu

 

 

 

Edilson Henrique Uchôa (Xexéu), é cantador e repentista que nasceu em Congo, município de Limoeiro do Norte (CE), a 10 de março de 1959.

Em 1961 mudou-se com seus pais, para Várzea Grande, depois para Olho D’água dos Currais, ambos petencentes a Tabuleiro do Norte (CE), onde trabalhou na agricultura. Depois foi para Porto Velho, sempre vivendo exclusivamente da poesia, como cordelista, mas principalmente como repentista.
Profissional da viola desde 1980, vem em suas andanças por este Brasil, trazendo consigo o honroso papel de ser “Cantador Repentista de Viola”.

Fez parceria com vários cantadoes-repentistas, mas entre dezenas de colegas se destacam estes com quem ele mais cantou: José da Guerra Dantas “Zé Guerra” natural de Antenor Navarro (PB); João Matias Pinheiro “Matias Neto” natural de Luís Gomes (RN); Acelino Vicente de Oliveira natural de Olho D’água da Bica (CE); Fontenele Gomes natural de Pentecoste (CE); José Teles de Almeida “Zé Teles” natural de Alexandria (RN); e atualmente faz parceria com José Maria Maia Lima “Zé Ezequiel” natural de Limoeiro do Norte (CE); onde atualmente mantém no o Programa Repente Ao Som da Viola pela Rádio Educadora Jaguaribana AM 560 de Limoeiro do Norte (CE), aos domingos das 12hs às 13hs.

Contato com o poeta: (85) 9.8176-4363 Vivo Ligação e whatsapp.

Patrono

Zé Guerra

José da Guerra Dantas, mais conhecido como Zé Guerra, nasceu em 06 de março de 1949, poeta natural de São João do Rio do Peixe Estado da Paraíba, faleceu em 11 de janeiro de 2000, vítima de uma forte descarga elétrica ocasionada por uma bomba d’água. O blog é uma iniciativa de seus familiares para manter viva a memória de um dos maiores representantes da poesia popular do nordeste do brasil. Zé Guerra morou durante muito tempo na região norte divulgando com outros poetas a poesia popular nordestina dos poetas cantadores fundou programas de rádio em Santarém do Pará (Rádio Rural) e em Manaus no Amazonas (Rádio Riomar).

Sua primeira cantoria aconteceu aos 17 anos de idade em Nova floresta Estado do Ceará com o violeiro Chico Targino, a partir de então teve início a sua saga como cantador repentista. Saiu em primeira viagem como cantador no dia 21 de junho de 1969. Em julho de 1970 se dirigiu juntamente com seus familiares (pais, tios, primos e esposa) para o município de Loreto de Balsas no Maranhão. No ano seguinte 1971 no mês de julho segue novamente com todos os familiares para outro município, Presidente Dutra no mesmo Estado. Passou um período em São Paulo cantando com alguns repentistas que se encontravam na capital bandeirante. Em 1981 retorna ao Maranhão e em seguida seguiu com os familiares para o Estado do Pará. Por volta de junho de 1981 começou o programa na Rádio Rural de Santarém, com o poeta Pedro Félix de Moura. No ano de 1984 seguiu em busca de novos caminhos para a cidade de Manaus capital do Amazonas, matando a saudade de cantoria e repente dos filhos de nordestinos que ali haviam se estabelecido. Lá fundou juntamente com Zilmar de Sousa e Zé Inácio o programa Brasil Caboclo, com grande audiência e ainda hoje levado ao ar pelas ondas da Rádio RIO MAR e também apresentou programa na Rádio Nacional de Manaus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>