Cadeira 54: Thalita de Souza Leão

 

Thalita de Souza Leão

 

Thalita de Souza Leão, a poetisa Thalita de Souza Leão, tem a origem pernambucana, atualmente reside em Santa Catarina. Aos poucos vem despertando o sentimento poético, escrevendo belas glosas, em motes principalmente de temas românticos. É mais uma participante do Festival Vamos Fazer Poesia, produzido anualmente pelo poeta e jornalista de Serra Talhada (PE), Iranildo Marques. Thalita Leão gosta bastante de ler os romances clássicos do cordel brasileiro. A autora tem sido muito atuante nas Redes Sociais, declamando sempre belos poemas, onde a marca registrada é a sua maneira de interpretar os versos. Está decidida a continuar escrevendo e colaborando, para enaltecer de modo valoroso a cultura brasileira.

 

Patrono

Manoel Bandeira 

 

Manuel Bandeira, 1954. (Manuel Carneiro de Sousa Bandeira Filho (Recife, 19 de abril de 1886 — Rio de Janeiro, 13 de outubro de 1968) foi um poeta, crítico literário e de arte, professor de literatura e tradutor brasileiro. É considerado como parte da geração de 1922 do modernismo no Brasil.

“Os sapos” foi o abre-alas da semana da arte moderna.
Algumas obras do poeta:
– O carnaval, 1919.
– O ritmo dissiluto, 1924.
– estrela da manhã, 1936.
– belo belo, 1948.
– estrela da tarde, 1960.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>