Cadeira 99: Juarez Nunes

 

Juarez Nunes

 

Juarez Nunes Costa, filho de Francisco Rodrigues da Costa e Maria Neres Nunes da Costa, agricultores, Nasceu no Sitio Pedras, Zona rural de Ouricuri-PE, em 03 de julho de 1971.

Casado com Nildene Oliveira de Andrade Costa com quem tem três filhas, Mariana Estefânia de Andrade Costa, Paula Vitória de Andrade Costa e Bárbara Regina de Andrade Costa. No ano de 2004 concluiu o curso de Ciências Biológicas na faculdade de formação de professore de Araripina (FAFOPA). No ano de 2008 concluiu o curso de especialização na área de educação ambiental promovido pela UPE.

Juarez Nunes é professor nas redes, estadual e municipal, tem como hobby a poesia popular, modalidade que ele se identifica desde criança, atualmente escreve poesias (cordéis) os quais retratam a vida e as peculiaridades do povo sertanejo dentre outros temas .

Patrono

Sílvio Grangeiro

 

Expedito Alves Grangeiro nasceu em 12 de agosto de 1947, na cidade de Abaiara, até então pertencente ao município de Milagres. Devido a severa seca de 58, os pais de Expedito decidem se mudar para São Paulo, ansiando dias melhores.

Aos 17 anos, o jovem migra para a cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul, onde iniciou sua carreira como poeta repentista. O primeiro trabalho do cearense, ainda conhecido como Expedito, foi em uma programa de uma rádio local, onde permanecera por cinco anos, até retornar ao Cariri cearense.

Em Juazeiro do Norte, o poeta se destacava pelos versos e repentes. Já conhecido como Sílvio Grangeiro, casa-se com Marismar Barros Grangeiro, com quem teve seis filhos. Ao longo de cinco décadas dedicados à poesia, o artista publicou livros, cordéis, gravou CD e DVD. É detentor de mais de 300 troféus, conquistados em festivais por todo o Brasil.

No dia 17 de Julho de 2013, o poeta foi comunicado que receberia o título de Embaixador da Cultura no Cariri. Outorgado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) através do Governo do Estado de Minas Gerais, o título foi entregue em 2014, ano em que Sílvio Grangeiro descobriu o câncer no sangue. O grande poeta Silvio Granjeiro foi vencido pela doença e veio a falecer no dia 17/09/2015 deixando uma grande lacuna na cultura popular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>