Cadeira 111: Deusinha Poetisa

Deusinha Poetisa

 

Antonia de Oliveira Tôrres Alves, pseudônimo “Deusinha” nasceu no Distrito de Córrego Município de Apodi/RN nascida em 18/02/1968. Filha de João Tôrres de Andrade e Joana Vinda de Oliveira Tôrres. Casada e tem duas filhas.

É Secretária da Academia Apodiense de Letras. (AAPOL).
Atualmente trabalha como Secretária na Escola Municipal Isabel Aurélia Tôrres.

É Poetisa Popular, Compositora de Paródias, escritora, com poesias publicadas em jornal, revista e livros. Sempre apresenta seus trabalhos em eventos regionais. Também tem vocação para o teatro, criando e aparentando peças humorísticas em sua localidade.

 

Patrono

Elizeu Ventania

 

Elizeu Elias da Silva (Elizeu Ventania), nasceu em 20 de julho de 1924 no Sítio jacu município de Martins.Desde de criança se identificou com a musica e aos 18 anos percebendo a sua vocação ,decidiu fazer da cantoria o seu ganha pão ,influenciado por outros violeiros.

De inicio pensou em se chamar elizeu serrania para homenagear a cidade de Martins,mais na época já havia artista com esse nome,E optou por Ventania.

Aos 18 anos seguiu para fortaleza onde aprimorou sua arte de cantoria e inicio sua trajetória de artista.viveu por anos do repente e da viola por todo nordeste ate o Sul do país.

Fazendo cantorias com outros cantadores chegou a forma dupla com o cantado João Liberalino sendo uma dupla famosa na região em um programa de radio “Rimas e Violeiros” por mais de 20 anos.
E, gravou o LP o Nascimento de jesus em 1972.

Foi casando por mais de vinte anos com Francisca Limeira Sales, Mais toda sua doença foi acompanhada pela Companheira Benedita Neuma Sena com quem viveu seus últimos dias de vida.

O cancioneiro teve ao todo 8 filhos, veio a falecer em 19 de outubro de 1998 por para cardíaca Elizeu sofria a anos complicações respiratórias adquiridas por anos de fumo. A Sua morte aconteceu as 11: 30 hs ,no Hospital Regional Tancredo Neves onde estava internado.

Suas Obras Discografia

  • Canções de Amor (1971)Disco com 10 musicas ,lançado pela Continental
  • O Nascimento de Jesus ( 1972) Segundo álbum com a Parceria de  João Liberalino
  • Chorando ao pé da cruz (1979) Disco com 10 musica


Letras de uma de suas canções

Chorando ao Pé da Cruz  (Elizeu Ventania)

Eu fui um dia visitar o cemitério

Lugar de pranto de tristeza e de emoção

Fiquei sabendo que a vida é um mistério

Por uma cena que abalou meu coração.

Foi lá que vi uma criança ajoelhada

Ao pé da cruz a lamentar dizendo assim

Esta é a cova que mamãe esta sepultada

Mamãe o mundo acabou-se para mim.

A nossa casa permanece abandonada

Minha roupinha nunca mais ninguém lavou

Minha comida é tão mal feita e limitada

Sou espancado por alguém aonde vou.

Se adoeço fico só ninguém me assiste

Se estou chorando ninguém vem me consolar

Se vejo um filho chamar mãe eu fico triste

Porque não tenho mamãezinha pra chamar.

Eu aconselho a quem tiver sua mãezinha

Agrade a ela não lhe faça ingratidão,

Eu sofro tanto nesse mundo sem a minha

Ninguém me olha só recebo humilhação.

Eu estava perto observando aquela cena,

A criancinha a soluçar sem ter ninguém

Agarradinha com a cruz eu tive pena,

 

Não suportei sai dali chorei também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>