Cadeira 26: Major Costa Brito

 

 

COSTA BRITO

Wellington da Costa Brito nasceu em 30 de Janeiro no ano de 1967 na cidade de Recife/Pernambuco. Casado com Milane Soares da Silva Brito. É pai de Tamara Alexandre, Wellington, Wilma Mirelly e Wallison Jonatas.

Em Casa Amarela num bairro de Recife, Costa Brito tem as doces lembranças das brincadeiras com seus três irmãos, as lembranças dos seus pais indo para o trabalho logo cedo. Sua mãe trabalhava como funcionária pública do Estado e seu pai exerceu a profissão de taxista.
Sua formação humana foi permeada pela educação recebida pelos pais, bem como pelos ensinamentos aprendidos no Grupo de Jovens da Igreja Católica da qual ele participava. Padre Lenini e a professora Carminha também fizeram parte da sua formação humana dando ótimos exemplos de amor, respeito e dedicação. Com o passar dos anos a professora carinhosamente chamada de Tia Carminha tornou-se amiga de toda a família.

Em sua infância ele sonhava em tornar o mundo um lugar em que todos pudessem ter os mesmos direitos e oportunidades. Ao completar seus 18 anos foi servir ao Exército. Nesse período ele se identificou com a carreira militar e posteriormente por mérito e esforços ingressou na Policia Militar como soldado e atualmente está na reserva como Tenente Coronel.

Os valores de justiça, honra e verdade sempre o acompanharam, por essa razão decidiu estudar e aperfeiçoar seus conhecimentos nessa área cursando Direito. Sua sensibilidade por justiça e sua admiração pela boa escrita o tornaram um Apologista.

Cursou o antigo Ensino Primário e Ginásio na Escola Bandeirantes no ano de 1978 a 1982, o Ensino Médio na Escola Dom Bosco nos anos de 1983 a 1985. Formou-se Bacharel em Direito pela Universidade Salgado de Oliveira em 2009. Após a graduação, fez cursos de Pós- Graduação em Direito Penal. Direito processual Penal, Cívil e Trabalhista. Gestão, Segurança e Educação no Trânsito. Gestão de Segurança Pública. Cursando Gestão de Segurança Privada.
Recebeu o Título de Cidadão serra-talhadense no ano de 2019. Trabalhou em várias unidades da PMPE, entre elas: BOPE/Recife, 8º BPM/Salgueiro, 14º BPM/Serra Talhada, 3º BPM/Salgueiro, DINTER 1/Caruaru, 1ºBIE SP/Caruaru e OLS/Sertão.

Costa Brito desde muito pequeno já vivia imerso no mundo da leitura, gostava de ler e ouvir histórias, principalmente as histórias contadas por sua avó. Uma de suas leituras inesquecíveis na infância foi o livro O Pequeno Príncipe. Seu sonho quando menino era de um dia crescer e ser Policial Militar e esse sonho não surgiu por influência dos familiares, mas sim dos desejos que ele sempre carregou em seu coração que era um dia poder tornar o Mundo um lugar melhor, mais digno e justo. Sendo Assim, com afinco perseguiu seu sonho e incentivou seus irmãos a seguirem a sua profissão.

Embora tenha interesse pela literatura de um modo geral, os autores que ele tem como referências e que o inspiram são Antoine de Saint-Exupéry, Erasmo de Roterdan, Lair Ribeiro e Paulo Coelho. O gosto literário é vasto e rico, mas as leituras que mais lhe chamam a atenção estão relacionada aos textos e livros de Ficção, livros Históricos e os de Auto Ajuda.

Nos momentos Livres Costa Brito não se furta ao bom prazer da leitura, dos bons filmes e dos estudos. Os estudos e a educação em seu ponto de vista, são os caminhos mais acertados para a transformação social “Sempre acreditei muito na educação, eu acho que a educação pode transformar a vida das pessoas. Ela lhe proporciona a possibilidade de você mudar sua condição financeira, social, ideológica. Só através da educação. Não consigo enxergar outra coisa que mude tanto quanto a educação”.

Um comentário em “Cadeira 26: Major Costa Brito”

  • Seu pensamento sobre o poder transformador da educação enaltece ainda mais a crença que tenho na educação e na instituição “escola”. Parabéns e obrigada por compartilhar conosco seu pensamento.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>