• Josep Brandão

    Josep Brandão – Valparaíso-GO

    Fui feliz quando menino
    No sertão que fui criado
    Por mamãe fui ensinado
    Aprendi ser nordestino.
    Convivi com desatino
    E nunca tive maldade
    Não sei o qu’é falsidade
    Fui criança bem repleta
    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade.

  • Nelson Farias

    Nelson Nunes Farias – Prata-PB

    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade

    Já tenho mais de sessenta
    Mas me sinto jovem ainda
    Minha alma está linda
    De versos se alimenta
    Da vida nada lamenta
    Busca so felicidade
    Esta é prioridade
    E nada mais me afeta
    SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
    QUANDO OLHO A MINHA IDADE

  • JMarley Saraiva

    JMarley Saraiva – Barro-CE

    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade

    Eu era menino maluvido
    Brinquei cai no poço e de mata
    De peteca e de carro de lata
    Bigorri eu nunca fui vencido
    E de perna de pau que já tem sido
    Bom brinquedo na minha mocidade
    E de toca brinquei com a irmandade
    Hoje brinco aqui de ser poeta
    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade

  • Plácido do Amaral

    Plácido Amaral – Caicó-RN

    “Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade”

    Se crescer é um pecado,
    eu me chamo pecador,
    pois não nego meu senhor,
    o meu tempo do passado.
    Sou moleque descarado
    que compõe sinceridade
    e que traz felicidade
    nos seus versos de poeta…
    “Sou criança mais completa,
    Quando olho a minha idade.”

  • Allef Peixoto

    Alleff Peixoto – Afogados da Ingazeira

    Eu marmanjo e já barbado
    Agradeço todo dia
    Pela minha poesia
    Pelo que tenho passado
    Ó senhor muito obrigado
    Pois minha felicidade
    É fazer dessa saudade
    As estrofes de um poeta
    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade

  • Natanael Silva

    Natanael Silva – Santa Rita-PB

    Dizer que infância é passado
    Ou até quem esqueceu
    Melhor pensar como eu
    Diferente tá errado
    É um tempo inacabado
    Seja no campo ou cidade
    Quem a viveu de verdade
    Diz que eu falo a coisa certa
    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade.

  • Dão Nunnes

    Dão Nunnes – Patos-PB

    Mergulhei no mar do tempo
    Pra voltar ao meu passado
    Reviver minha memória
    Reconstruir meu legado
    Baseado em minha infância
    Com fé coragem e sustância
    Chegarei a minha meta
    Trazendo a simplicidade
    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade

  • Rena Bezerra

    Rena Bezerra – São José de Princesa-PB

    Brinquei de tudo que pude
    No sítio da minha família
    Fiz trampolim com forquilha
    Pra tomar banho de açude.
    Brinquei de bola de gude
    Fiz arapuca a vontade
    Hoje o vento da saudade
    Vem soprar na minha reta,
    SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
    QUANDO OLHO A MINHA IDADE.

  • Aida Maria

    Aida Maria – Caicó-RN

    Minha mãe me ensinou
    A ter um bom coração
    Ajudar e dar a mão
    Sua lição me encantou
    Nos filhos ela plantou
    Sementes da humildade
    Regou com simplicidade
    Eis a fórmula secreta
    Sou criança mais completa
    Quando olho minha idade

  • Neci Lopes

    Neci Lopes – Itapetim-PE

    O tempo passou ligeiro
    Hoje só resta a lembrança
    Menina, bela e de trança
    Brincava no cajueiro
    Tinha rodas no terreiro
    Tempo bom da mocidade
    Hoje só resta saudade
    Da minha infância repleta
    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade.

  • Manoel Neto

    Neto Caçula – Princesa Isabel-PB

    Joguei com bola de meia
    no terreiro da varanda
    a bola quase redonda
    bicuda e um pouco feia
    sempre depois da ceia
    sem nem uma gravidade
    do jogo eu sinto saudade
    e também da bicicleta
    SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
    QUANDO OLHO A MINHA IDADE

  • Melchior Machado

    Melchior Sezefredo – Campinas-SP

    Continuo a ser criança
    Mesmo depois de crescido,
    Pois no fundo sou movido
    Por uma eterna esperança…
    Um menino não se cansa!
    Minha infância traz saudade
    Mas o tempo por bondade
    Não envelhece o poeta:
    SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
    QUANDO OLHO A MINHA IDADE

  • Otacílio Pires

    Otacílio Pires – Recife-PE

    NOS IDOS DA INFÂNCIA
    QUASE TUDO ERA PERFEITO
    PRA TUDO SE DAVA UM JEITO
    E O BRINCAR TINHA ELEGÂNCIA
    HOJE SINTO A GRANDE ÂNSIA
    COM TANTA MODERNIDADE
    MAS FALTANDO A LIBERDADE
    ONDE A ALEGRIA ERA REPLETA
    “SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
    QUANDO OLHO A MINHA IDADE”.

  • Edmilton Torres

    Edmilton Torres – Pesqueira-PE

    Quando lembro do passado
    Não tenho o que lamentar
    Eu continuo a brincar
    Como um menino levado
    Já estou aposentado
    Mas em plena puberdade
    Digo com sinceridade
    O tempo não me afeta
    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade

  • Ailton Campelo

    Ailton Campelo – Recife-PE

    Fui certo dia um bebê
    Muito paparicado
    Pois era o primeiro
    De um bocado
    Cresci jogando pião
    Pulando academia
    Ouvindo o cachorro que late
    E o gato da vizinha que mia
    Pulei corda, brinquei de garrafão
    Levei de orelha puxão
    Fiquei muitas vezes de castigo
    Fui também adolescente
    Daqueles que tudo sente
    Inclusive o despertar do amor
    As mãos suavam e ficavam fria
    Quando a escolhida eu via,
    Fui crescendo… Crescendo…
    O tempo foi passando
    E eu ali sempre aprendendo
    Vencendo todas as maldades
    Hoje a terceira idade chegando
    Pego os retratos e vou olhando
    Tudo que eu vivi vou relembrando
    Passei por tantos aperreios
    Tive tantas conquistas
    Sem nunca deixar a dignidade de vista
    Mas de uma coisa digo de verdade
    Sou criança mais completa
    Quando olho minha idade

  • Zé Nede

    Zé Neder – Marília-SP

    Crianças são pássaros
    com asas na imaginação
    e pássaros
    são crianças
    passeando o azul da imensidão

  • João Bosco

    João Bosco – Poção-PE

    Quando criança eu sonhei
    Em adulto me tornar
    Para assim poder usar
    Tudo quando desejei,
    Com carrinhos não brinquei
    Nem com bola de verdade
    Brinquedos sem qualidade
    Feitos de pedra seleta
    SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
    QUANDO OLHO A MINHA IDADE.

  • Paloma Brito

    Palloma Brito – Livramento-PB

    Hoje vejo, tive sorte
    Fui alegre, fui contente
    Banhar no rio livremente
    Carro de rolimã era transporte
    Andava descalço e era forte
    De brincar tinha liberdade
    Correr pelas ruas da cidade
    Nessa modalidade fui atleta
    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade.

  • Markos Vera

    Markos Vera – Solidão-PE

    As crianças de hoje em dia
    São alegres e vibrantes
    Mas sem a mesma alegria
    Da criançada de antes.
    Hoje é tanta ostentação
    Mas nem sabem que um pião
    Dá tanta felicidade
    E quando a lembrança me afeta
    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade

  • Kayson Oliveira

    Kayson Oliveira – São José do Belmonte

    A GENTE NÃO IMAGINA,
    QUE DEPOIS DA ADOLÊNCIA,
    PERDEMOS A INOCÊNCIA
    SEJA MENINO OU MENINA
    SÃO FATOS DA NOSSA CINA
    E É A PURA VERDADE
    NA BUSCA POR LIBERDADE
    MINHA MENTE É INQUIETA

  • Damião Andrade

    Damião de Andrade – São José do Egito

    Minha Mãe na gestação
    Cuidou de mim nove meses.
    Perdi o tanto das vezes
    Que bateu seu coração.
    Cresci lhe dando a bênção
    Com amor, paz e bondade.
    E a maior felicidade
    Foi ter nascido Poeta.
    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade.

  • Acrísio Pereira

     Acrísio Pereira – Brejo Santo-CE

    Toda criança é mimosa
    Inocente e delicada
    Espontanea e dedicada
    Pura, meiga e curiosa
    Minha idade é de uma Rosa
    Do jardim da amizade
    Semente da divindade
    Da natureza seleta
    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade.

  • Lucenir Silva

    Lucenir Silva – Triunfo-PE

    Uma boneca de milho
    De cabelo avermelhado
    Eu buscava no roçado
    Presente de pai pra filho
    Sob o sol com forte brilho
    Na maior felicidade
    Sem perder a humildade
    Foi que cumpri cada meta
    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade.

  • Abrahão Filho

    Abrahão Filho – Brejinho-PE

    OS MEUS ANOS VÃO PASSANDO
    NO COMPASSO DESSE PRANTO
    O MEU RISO NÃO FOI TANTO
    MAS EU SIGO CAMINHANDO
    MINHA FÉ VAI ME LEVANDO
    NO RELÓGIO DA SAUDADE
    SINTO ESTAR SÓ NA METADE
    E A METADA É BEM REPLETA
    SOU CRIANÇA MAIS COMPLETA
    QUANDO OLHO A MINHA IDADE

  • Conceição França

    Conceição França – Caruaru-PE

    Parar o tempo eu queria
    Recordar me traz saudade
    Vivia repleta de felicidade
    De brincadeira e alegria
    Se eu pudesse teria
    De volta minha liberdade
    Meu coração sem maldade
    De sonhos eu era repleta
    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade

  • Toinho de Triunfo

    Toinho de Trinfo – Triunfo-PE

    No baú do pensamento
    Eu guardei o meu pião
    O meu carrinho de mão
    E a pipa papa vento
    O mais sublime momento
    Se transformou em saudade
    Aquela simplicidade
    Orgulho desse poeta
    Sou criança mais completa
    Quando olho a minha idade.

  • Associado: Edmilton Torres

    Edmilton Torres

    Edmilton Torres – Pesqueira-PE

    Contato: (81) 99805-7831

    E-mail: edmilton.torres@gmail.com

  • Associado: Mauricelio Silva

    1a2b5e3d-d828-456d-b647-96ec2075ab12

     Mauricelio Silva – Camalaú-PB

    Contato: (83) 9.9867-4660

  • Associada: Conceição França

    10441042_378806395621370_4032944943930669953_n

    Conceição França – Caruaru-PE

  • Associado: Charles Sant’Ana

    33

    Charles Sant’Ana – Pão de Açúcar-AL

    Contato: (82) 9.9918-8804

  • Associado: Júnior Monteiro

    Júnior Monteiro

    Júnior Monteiro – Caraúbas-RN

    Contato: (84) 9.9639-9428

  • Parabéns ao POETA DO MÊS Nelson Nunes Farias

     

     

     

    Na primeira homenagem do Clube da Poesia Nordestina aos nossos poetas, Nelson Nunes Farias foi escolhido como o POETA DO MÊS. Sete poetas enviaram as notas de 0 à 10.

    A classificação ocorreu da seguinte maneira:

    1º Critério: Votação entre os poetas.

    2º Critério: Curtidas do poema no site, através do Facebook. (o 1º colocado receberá 10,0 pontos , o 2º colocado 9,0 pontos e assim sucessivamente até o 10º colocado que receberá 1,0 ponto)
    Veja a relação:

    Notas entre os poetas

    1º Plácido Amaral: 37,8 pontos
    2º Nelson Farias: 35,5 pontos
    3º Constância Maria: 24,0 pontos
    4º Allef Peixoto: 17,5 pontos
    5º Rena Bezerra: 17,0 pontos
    6º Melchior: 17,0 pontos
    7º Damião de Andrade: 9,0 pontos
    8º João Luckwu: 9,0 = 9,0 pontos
    9º Toinho de Triunfo: 8,8 pontos
    10º Markos Veras: 8,0 pontos

    Curtidas do Facebook

    1º Aida Maria: 113 curtidas = 10,0 pontos
    2º Nelson Farias: 88 curtidas = 9,0 pontos
    3º Damião de Andrade: 73 curtidas = 8,0 pontos
    4º Melchior: 55 curtidas = 7,0 pontos
    5º Natan da Paraíba: 48 curtidas = 6,0 pontos
    6º Constância Maria: 46 curtidas = 5,0 pontos
    7º Ailton Campelo: 38 curtidas = 4,0 pontos
    8º Allef Peixoto: 29 curtidas = 3,0 pontos
    9º Toinho de Triunfo: 29 curtidas = 2,0 pontos
    10º Pácido Amaral 27 curtidas = 1,0 ponto

    Apuração final

    1 Nelson Farias: 35,5 votação entre poetas + 9,0 curtidas total= 44,5 pontos

    2 Plácido Amaral: 37,8 votação entre poetas + 1,0 curtidas total = 38,8 pontos

    3 Constância Maria: 24,0 votação entre poetas + 5,0 curtidas total = 29,0 pontos

    4 Aleff Peixoto: 17,5 votação entre poetas + 3,0 curtidas total = 20,5 pontos

    5 Rena Bezerra: 17,0 pontos (não ficou classificado entre os 10 de maiores curtidas)

    6º Melchior : 10,0 votação entre poetas + 7,0 curtidas total = 17,0 pontos

    7º Damião de Andrade: 9,0 votação entre poetas + 8,0 curtidas total = 17,0 pontos
    8º Toinho de Triunfo: 8,8 votação entre poetas + 2,0 curtidas total = 10,8 pontos
    9º João Luckwu: 9,0 pontos (não ficou classificado entre os 10 de maiores curtidas)
    10º Markos Veras: 8,0 pontos (não ficou classificado entre os 10 de maiores curtidas)

  • Dia 8 de Outubro, dia do povo Nordestino

    Nordestino

     

     

     

     

    Se a Grécia é tida como berço da civilização e a África como o berço da humanidade, o Nordeste é o berço da brasilidade. Afinal, o Brasil, de todos os Brasis, nasceu em solos rochosos sob o calor, sol quente, com o acalanto de cabra macho que fala oxente. A cultura nordestina sempre esteve, está e estará presente em nossas vidas. Negar a cultura nordestina é negar sua origem. Ser contra o nordestino é ser contra o seu sangue, contra o seu povo.

    E, além de ser presente, é essencial. Afinal, é lá que nasceram (e nascem) a maioria dos melhores músicos, pensadores, filósofos, escritores, críticos e educadores. É de lá que saíram (e saem) todos incontáveis rituais, batuques e ritmos. É de lá que vieram (e vem) a proteção de todos os Santos. É de lá que fizeram (e fazem) a melhor culinária.

    Se hoje você arrasta o pé no forró, joga a capoeira afro-brasileira, bate cabeça pro seu Orixá, cita Ariano Suassuna e ouve Zé Ramalho, valorize o Nordeste. Se você usufrui o que de melhor esse território proporciona, valorize esse chão. Pois, dentro de você, haverá sempre um nordestino.

    O multiculturalismo é o que faz transbordar o amor nacionalista do povo brasileiro. Se não fosse o Nordeste, nada disso existiria. Parafraseando Dori Caymmi: “Quem não gosta de nordestino, bom sujeito não é. Ou é ruim da cabeça ou é doente do pé”. Respeite esse povo, respeite esse chão!

     

     

    (Via: Vidas Secas)

  • O Clube da Poesia Nordestina parabeniza o Poeta Armando Medeiros pelo seu aniversário

Prefeituras parceiras

bannerjd
Rua Enock Ignácio de Oliveira, nº 1405 Bairro Nossa.Senhora da Penha - Cidade: Serra Talhada
CEP: 56.912-460
- Telefone: (87) 3831.2364 - WhatsApp: (87) 99956.4137
Copyright ©  2015 www.jornaldesafio.com.br, Todos os direitos reservados.
JORNAL DESAFIO - O SERTÃO EM 1º LUGAR
Serra Talhada, Pernambuco - Brasil.